Palestrante - Jorge Furtado

 

Começou a carreira profissional no início dos anos 1980, na TV Educativa/RS, onde foi repórter, apresentador, editor, roteirista e produtor.

Em 1984, criou a empresa Luz Produções, com José Pedro Goulart e Ana Luiza Azevedo, com a qual realizou seus dois primeiros curtas. A partir de 1986 trabalhou com publicidade, tendo dirigido dezenas de comerciais para televisão até 1990.

Em 1987, foi um dos fundadores da Casa de Cinema de Porto Alegre, da qual é um dos associados até os dias atuais. No período de vigência da Lei do Curta, obteve sucesso de público e crítica com os filmes “O dia em que Dorival encarou a guarda” (1986), “Barbosa” (1988) e, o mais conhecido de todos, “Ilha das Flores” (1989). Com estes filmes, recebeu vários prêmios nacionais e internacionais, inclusive o do Festival de Berlim.

Em 2002 estreou como diretor de longa-metragens com “Houve uma vez dois verões”. Seu segundo longa, “O homem que copiava”, teve mais de 600 mil espectadores nos cinemas e recebeu vários prêmios, inclusive o Grande Prêmio Cinema Brasil, para o melhor filme brasileiro de 2003.

Filmografia como Diretor :

2007 - Rummikub (curta-metragem)
2007 - Saneamento básico, o filme
2004 - Meu tio matou um cara
2004 - Oscar Boz (curta-metragem)
2003 - O homem que copiava
2002 - Houve uma vez dois verões
2000 - O sanduíche (curta-metragem)
1997 - Ângelo anda sumido (curta-metragem)
1995 - Estrada (curta-metragem) (episódio do longa "Felicidade é…")
1994 - A matadeira (curta-metragem) (episódio do longa "Os 7 sacramentos de Canudos")
1994 - Veja bem (curta-metragem)
1991 - Esta não é a sua vida (curta-metragem)
1989 - Ilha das Flores (curta-metragem)
1988 - Barbosa (curta-metragem)
1986 - O dia em que Dorival encarou a guarda (curta-metragem)
1984 - Temporal (curta-metragem)